Objetivos Estratégicos da Marca Açores

O Governo dos Açores assume a construção da Marca Açores como um dos pilares impulsionadores da promoção interna e externa da Região.

A identificação da Região com uma marca sinónima de qualidade, que diferencie o produto a partir dos atributos mais distintivos dos Açores – a natureza, o elevado valor ambiental, a diversidade e exclusividade natural –, revela-se de inegável importância no sucesso de uma estratégia de acesso e fidelização de mercados, tendo em vista induzir valor acrescentado aos produtos e serviços açorianos e fomentar a base económica de exportação.

Com uma natureza transversal a toda a produção regional, a Marca Açores pretende assumir-se como uma marca global de referência, uma marca territorial que identifique a oferta dos Açores quer ao nível da promoção turística, quer ao nível da divulgação dos seus produtos e serviços.

Os produtos açorianos, considerando-se para este efeito os tradicionais bens transacionáveis e os serviços, nomeadamente o turismo, devem diferenciar-se dos demais concorrentes diretos, por serem originários de uma Região com uma pegada ecológica de elevado valor ambiental.

Neste âmbito, assume-se como um dos objetivos primordiais da Marca Açores a intensificação de candidaturas de produtos regionais à certificação de Denominação de Origem Protegida (DOP), Indicação Geográfica Protegida (IGP), Especialidade Tradicional Garantida (ETG), assim como o incremento do seu consumo.

A Marca Açores pretende, concomitantemente, assegurar que o local de origem dos produtos e serviços é a Região Autónoma dos Açores, estimulando a preferência já existente no consumo de produtos açorianos e contribuindo, desta forma, para o crescimento da sua produção, assegurando as condições estruturantes para que as empresas regionais progridam na cadeia de valor, aumentem a sua competitividade e promovam a criação de emprego e de riqueza.

A pertença ao território e à cultura açoriana tem vindo a assumir uma multiplicidade de formas e de expressões, nomeadamente através da utilização da designação territorial “AÇORES” por parte dos produtores de bens e serviços, de uma forma espontânea, fragmentada e desintegrada.

Pretende-se, agora, definir um caminho consistente para a Marca Açores através da criação de uma identidade visual e assinatura de marca, que poderá ser utilizada por todas as entidades que contribuam para a valorização do território, para a captação de investimento e fomento da base económica de exportação, com uma arquitetura de marca que possibilite a distinção das diferentes áreas de atuação sem perder coerência e visibilidade.

Para o efeito, serão desenvolvidas campanhas de sensibilização ao longo de toda a cadeia de valor, com vista à valorização da perceção pelo cliente final, e campanhas de marketing em mercados considerados estratégicos.

Desta forma, a Marca Açores assume duas principais valências, enquanto marca de pertença à Região e ao seu património e como selo de origem para os seus produtos e serviços.

A Marca Açores pode ainda, ser utilizada isoladamente ou em conjugação com outras marcas.

A identidade visual da Marca Açores terá três versões de naming: AÇORES, AZORES e AZOREN.

As entidades que pretendam aderir à Marca Açores ou que pretendam a sua utilização devem assegurar o cumprimento integral das condições de acesso para o efeito estabelecidas em regulamentos e manuais específicos, intrinsecamente associadas à necessidade de garantir a notória qualidade do produto/serviço regional.