Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores, EPER
 
 

Governo dos Açores cria Vale Incubação para apoio a empresas em início de atividade

O Vice-Presidente do Governo anunciou esta semana, em Angra do Heroísmo, a implementação a partir de agosto do Vale Incubação Açores, um novo apoio direcionado para as empresas 'startup' inseridas na Rede de Incubadoras de Empresas da Região, assim como a criação de uma Bolsa de Empresas para prestação de serviços.

“Para apoiar ainda mais as empresas que se instalam nas incubadoras – já em funcionamento e nas futuras -, criamos o Vale Incubação”, revelou Sérgio Ávila durante uma visita às novas instalações da 'Startup Angra'.

O governante adiantou que o Vale Incubação Açores consiste num apoio financeiro adicional de 10 mil euros aos já previstos nos sistemas de incentivo em vigor, a que as empresas se podem candidatar no seu primeiro ano de atividade.

Sérgio Ávila afirmou que este novo apoio vai contribuir para minimizar o impacto dos custos associados ao início da atividade, “nomeadamente no âmbito do apoio jurídico, do apoio financeiro, da consultadoria de gestão e de marketing”.

Nesse sentido, o Vice-Presidente anunciou também que o Governo dos Açores, “para tornar ainda mais claro e transparente esse apoio” e para assegurar qualidade, vai criar uma bolsa de empresas “devidamente certificadas” para prestarem estes serviços às 'startup' inseridas na Rede de Incubadoras que está a ser implementada na Região em parceria com os municípios.

“O nosso objetivo é ter, ao longo desta legislatura, 12 incubadoras de base local, três de base regional e três de base tecnológica, cumprindo assim, integralmente, a nossa estratégia para o desenvolvimento de novas empresas”, salientou Sérgio Ávila.

Segundo o titular da pasta da Competitividade Empresarial, o objetivo destes espaços é, “sem dúvida, o apoio à criação de novas empresas” em setores que a Região considera “estratégicos para o desenvolvimento” do arquipélago, designadamente agroalimentar, turismo e serviços.

Esta é uma das medidas criadas no âmbito da estratégia de fomento do empreendedorismo, considerando o seu papel fundamental na dinamização da atividade económica, no rejuvenescimento do tecido empresarial e na promoção da inovação e da competitividade da economia regional.

Atualmente existem quatro incubadoras inseridas na rede, sendo três de base local e uma de base tecnológica.

Na Terceira existem duas incubadoras de base local, nomeadamente a 'Startup Angra', com quatro empresas incubadas fisicamente, 11 empresas em regime de incubação virtual e 34 projetos em vias de constituição, e a 'Praia Link', com 17 empresas incubadas e seis projetos em vias de constituição de empresa.

Em São Miguel existe uma incubadora de base local, no Nordeste, com quatro empresas incubadas fisicamente, quatro em regime de incubação virtual e quatro projetos em vias de constituição de empresa, e uma incubadora de base tecnológica, a 'Go-On', localizada no Nonagon - Parque de Ciência e Tecnologia de São Miguel, com sete empresas incubadas e quatro projetos em vias de constituição de empresa.

Fonte: Gacs

2017-07-20

VOLTAR
 
 

porno porno indir